segunda-feira, 5 de outubro de 2015




O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) suspendeu o bloqueio de valores nas contas da prefeitura de Laguna, em decisão do presidente do TJ, Nelson Schaefer Martins, divulgada na noite de sexta-feira.

Com a decisão, o município poderá pagar os valores atrasados referentes a precatórios negociados por regime especial em quatro parcelas mensais e sucessivas, a partir do mês de novembro. A decisão foi muito comemorada pelo prefeito Everaldo dos Santos.

Em resumo, o desembargador explica o seu parecer favorável à prefeitura em avaliação da atual situação econômica da municipalidade, diante da crise financeira que se alastra no país, com a redução de repasses federais e estaduais aos municípios.

A defesa foi protocolada no Tribunal pela Procuradoria-Geral de Laguna na terça-feira (29), logo após o mesmo TJ determinar que a prefeitura de Laguna providenciasse o pagamento das parcelas vencidas no valor de cerca de R$ 1 milhão, e que havia decretado o sequestro, por meio do convênio BacenJud, dos recursos financeiros necessários ao cumprimento do Regime Especial.

O procurador jurídico do município, Adriano Teixeira Massih, informa que a prefeitura havia optado pelo regime especial de precatórios em 2010, na gestão anterior à de Everaldo. Com a adesão, depositaria todo mês 1,78% da receita corrente líquida para o pagamento de precatórios. Desde março, porém, a prefeitura não realizava os pagamentos em função da crise financeira que abate o município.

Na decisão, o presidente do TJ ainda argumenta que o bloqueio nas contas municipais inviabilizaria a prestação dos serviços essenciais à população, diante da baixa arrecadação.

Laguna realiza operação


 






 
 A Guarnição de Polícia Militar de Laguna, entre a noite de sexta-feira e a madrugada de sábado, executou a segunda fase da operação “Região Mais Segura”. A primeira fase, realizada no dia 11 de setembro, resultou na apreensão de uma arma de fogo calibre 12 com 13 munições intactas, uma espingarda de pressão, 17 quilos de maconha, uma balança de precisão e R$ 6 mil. Também foi apreendido um motor de carro clonado do Estado de São Paulo. Essa foi a maior apreensão de drogas realizada pela Polícia Militar de Laguna neste ano.
Nesta segunda fase foram flagradas pessoas conduzindo veículos em estado de embriaguez, drogas foram apreendidas e alguns veículos e motocicletas com irregularidades foram para o pátio do guincho. Fiscalização de estabelecimentos comerciais também foi realizada e no Farol de Santa Marta alguns estabelecimentos foram notificados por apresentarem irregularidades.

Prédio antigo de escola é interditado


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 

Créditos: Elvis Palma/DS


Por determinação do judiciário de Laguna, o Corpo de Bombeiros Militar de Laguna interditou o prédio da Escola Estadual Básica Ana Gondin. A edificação estava sem uso, ou seja, sem funcionamento e recebendo alunos desde 2013, quando foram constatados problemas na estrutura do prédio.
Conforme o subtenente do Corpo de Bombeiros de Laguna, Jânio Marcelino, em 2013 o funcionamento da escola foi transferido para outro espaço, também por determinação da Justiça. “Desde então o prédio estava fechado. Essa interdição acredito que seja para que o espaço não seja utilizado para outros fins, pois sua estrutura está comprometida”, analisa o subtenente. A interdição foi cumprida na quarta-feira.

Atividades artísticas no Cine Teatro Mussi


 





 


A programação de outubro do Cine Teatro Mussi, em Laguna, está repleta de atrações para todos os públicos e com entrada franca, em uma realização do Sesc em Santa Catarina.

Apresentações de teatro, shows musicais, Baú de Histórias e sessões de cinema estão na agenda do mês. Os ingressos gratuitos podem ser retirados uma hora antes de cada evento, na bilheteria do teatro.
Da circulação nacional do Palco Giratório, Laguna recebe o espetáculo de dança “O Silêncio e o Caos”, da Cia. Dielson Pessoa, de Recife (PE), amanhã, às 20h.
A peça aborda a psicose de forma intrigante e com perfeito sincronismo técnico. Tem como ponto inicial uma experiência psicológica vivida pelo próprio Dielson Pessoa e trata da questão como algo inerente ao humano. Abre um leque de discussões sobre as psicoses, levando o público a perceber que essas duras passagens são muito enriquecedoras, principalmente quando vistas por um prisma respeitoso e longe de preconceitos.
Em turnê na Rede Sesc de Teatros, o espetáculo “Mergulho”, da Cia. Eranos (Itajaí), terá duas apresentações no dia 11, às 14h30 e 16h. O espetáculo, com público limitado e voltado especialmente para crianças de dois a seis anos, conta a história de duas pessoas que vivem em universos diferentes - ele na terra e ela no mar - e que buscam, com a ajuda da plateia, se encontrar.
O espetáculo “Como num livro aberto”, de Eric Chartiot, que une literatura e mágica, circula o Estado no projeto Baú de Histórias e chega ao Cine Teatro Mussi no dia 20, para apresentações às 14h30 e 19h30. O enredo traz um menino que só gostava de assistir à televisão. Certo dia ele é surpreendido por um choro que vem de um baú esquecido. Dentro deste baú existe um livro de histórias que estava chorando.
O livro andava triste, pois ninguém se interessava em lê-lo. A partir deste momento, o menino começa a descobrir a magia que existe nos livros, despertando para o mundo da imaginação. Através desse trabalho, as crianças descobrem e passam a entender que, ao abrir um livro, coisas mágicas podem acontecer.
O Cine Teatro Mussi está localizado na rua Osvaldo Cabral, 165, no Centro Histórico de Laguna. Mais informações sobre os espetáculos podem ser obtidas através do telefone (48) 3644-0152.

Nenhum comentário:

Postar um comentário