terça-feira, 18 de agosto de 2015

Jovem é amarrada em matagal

Uma jovem de 21 anos está buscando, junto à polícia, o homem suspeito de estuprá-la na noite de domingo. O crime aconteceu por volta das 21h, no Centro de Capivari de Baixo. A vítima estava caminhando na avenida Nações Unidas quando foi atacada, arrastada, amarrada e obrigada a fazer sexo oral no suspeito.

Conforme relato da vítima à polícia, ela seguia nas proximidades do Parque Ambiental Tractebel quando percebeu que estava sendo seguida. Alguns metros à frente, o agressor a alcançou e lhe atacou com um golpe conhecido como “mata-leão”, ou seja, quando a vítima é agarrada pelas costas, tendo o pescoço imobilizado.

Em seguida, a jovem foi arrastada para um matagal. “No local, segundo a mulher, ela foi amarrada e, posteriormente, teve a roupa tirada pelo suspeito. Logo após, ela teria sido obrigada a praticar sexo oral no homem”, informa um policial civil. A vítima, ao tentar resistir ao crime, foi agredida pelo homem e teve várias lesões.

Após cometer o crime, o suspeito fugiu e deixou a jovem no matagal. Mesmo debilitada, a vítima conseguiu se soltar e foi até a avenida, onde pediu ajuda. Para a Polícia Civil, após registrar o Boletim de Ocorrência (BO), a vítima descreveu o agressor como sendo um jovem com cerca de 30 anos, 1,70 metros, pele clara e forte.

Com a descrição do suspeito, a Delegacia de Polícia de Capivari de Baixo, após o registro do BO, deu início às investigações. Até o fechamento desta edição, nenhum suspeito havia sido preso.

NOTÍCIAS



17/08/2015, 06:00

Homem é espancado e achado em estado grave



Um homem de 30 anos quase morreu ao ser espancado na sexta-feira. Ele foi encontrado em estado grave em uma gruta. A vítima foi encontrada por pessoas que passavam pelo local e ouviram os gemidos.

A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar ao local, notou que a vítima havia sido espancada e estava em estado grave. Ele foi conduzido pelo Corpo de Bombeiros ao pronto-atendimento de Capivari, mas devido à gravidade teve que ser transferido ao Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. O caso foi encaminhado à Polícia Civil para investigação e procedimentos cabíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário