sexta-feira, 13 de novembro de 2015

omem é preso por atear fogo em mulher

Laguna
Um homem de 39 anos foi preso nesta quarta-feira, no bairro Portinho, em Laguna. O mandado de prisão preventiva foi cumprido pela Divisão de Investigação Criminal (DIC).

 Ele é investigado por ter tentado matar sua companheira, de 39 anos, durante uma discussão. O homem jogou álcool contra ela e, depois, ateou fogo. A mulher teve 60% do corpo queimado.

A discussão entre o casal iniciou depois que a vítima teria se recusado a ter relações sexuais com o companheiro. Ele, com raiva pela recusa, praticou o crime.

O acusado foi indiciado por tentativa de homicídio qualificado. No decorrer do processo no judiciário, o irmão de 36 anos, do suspeito, passou a ameaçar a vítima com o intuito de ela se retratar e dizer que ateou fogo em si mesma.

Por isto, responderá inquérito pelo crime de coação no curso do processo, cuja pena varia de um a quatro anos de prisão. 

Corpo de pescador é resgatado

Antônio Henrique Neto, 64 anos, pode ter tido um mal súbito e escorregado da embarcação.
Laguna
O corpo de Antônio Henrique Neto, 64 anos, foi resgatado ontem, às 10h5min, pela Polícia Militar Ambiental. Ele estava na Lagoa Santo Antônio dos Anjos, nas proximidades da Ponte Anita Garibaldi, em Laguna, quando foi visto por cerca de 12 pescadores que estavam no local.

Conforme o Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi por afogamento, no entanto existe a possibilidade de o pescador ter sofrido um mal súbito e escorregado de embarcação. Alguns pontos da lagoa chegam a três metros de profundidade. Antônio morava no bairro Cabeçuda.

No dia 31 do mês passado, a menina Laura Hugen, 10 anos, foi encontrada morta nas proximidades da cabeceira norte da ponte. Ela, sua irmã de 15 anos e uma amiga, de 13, nadavam, quando se afogaram. As outras duas foram socorridas. 

Rapaz é morto a tiros após assalto a padaria em Tubarão


 
r












Créditos: Enviado por WhatsApp


Um assalto a uma padaria no bairro Monte Castelo na noite de ontem terminou com o acusado de praticar o crime morto a tiros. O autor do assalto é um rapaz de 17 anos que usou uma arma de brinquedo na ação.
Ao sair do local, o rapaz foi notado por um policial militar à paisana que mora naquela região. Ele gritou ao assaltante que se rendesse, mas o rapaz ignorou a ordem e saltou na garupa da motocicleta de um comparsa.
Nesse instante, o policial sentiu-se ameaçado com um movimento do assaltante e atirou duas vezes, acertando um dos rapazes. A dupla chegou a iniciar uma fuga, mas caiu do veículo logo em seguida. O condutor, de 19 anos, foi preso. Uma ambulância foi acionada para atender o assaltante baleado, mas ele já estava morto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário