sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Corpo é abandonado após facadas









 


Um homem sem identificação foi encontrado sem vida na estrada geral da Praia do Sol, em Laguna, na manhã de ontem. O corpo, com várias perfurações na região do pescoço e crânio, estava apenas de cueca e camiseta preta quando foi achado. O crime, conforme a Polícia Civil, teria acontecido na noite de terça-feira, em Capivari de Baixo.

De acordo com o delegado Nazil Bento Júnior, responsável pela Delegacia de Capivari de Baixo, na noite de terça-feira uma guarnição da Polícia Militar (PM) da cidade foi acionada por moradores do bairro Três de Maio após estes terem ouvido o pedido de socorro. “Contudo, ao chegarem lá, um casal, que até então é suspeito de ter assassinado o homem encontrado sem vida, afirmou se tratar de uma discussão de casal”, informa o delegado.
No dia seguinte, a Polícia Civil foi até a residência onde ocorreu a denúncia e, dentro da casa, encontrou muitas marcas de sangue no teto, paredes e sofá. “Pela quantidade de sangue se observou que havia ocorrido algo a mais e ficamos atentos. Tanto que hoje (ontem) surgiu o corpo em Laguna”, descreve o delegado.
Na casa foram apreendidos um martelo, roupas sujas de sangue e um cabo de faca, que pode ter sido usada no crime. “O caso ainda está sob investigação. Todos os fatos colhidos até então levam a crer que o homicídio foi praticado na noite de terça-feira, na casa, e depois o corpo foi levado para Laguna e abandonado”, diz o delegado.
De acordo com o Instituto Médico Legal (IML) de Laguna, que recolheu o corpo, o homem aparenta ter entre 25 e 30 anos.
Investigação
Conforme o delegado Nazil, a partir de agora serão analisadas as amostras de sangue coletadas na residência em Capivari de Baixo, comparando com as do homem encontrado sem vida em Laguna. “Isso para confirmarmos com laudos a nossa suspeita de que a morte tenha ocorrido na casa, em Capivari. Diante dos fatos, trabalhamos com a informação de que o homicídio aconteceu nesta cidade”, informa o delegado.
Homicídios na região
A morte do homem, até então sem identificação, marca o 25º homicídio do ano na região da Amurel e o primeiro registrado em Capivari de Baixo. Os demais aconteceram em Laguna, que lidera com nove mortes; seguida de Tubarão, com oito; Imbituba, com três; Armazém, Sangão e São Ludgero, com um assassinato.

Força-tarefa prende 34 pessoas em Tubarão


 





 
Em um mês, a Divisão de Combate a Furtos e Roubos de Tubarão, em andamento com uma força-tarefa feita na Cidade Azul, efetuou a prisão de 34 pessoas, 25 em decorrência de cumprimento de mandado de prisão e nove de prisão em flagrante.
Conforme a Divisão, também foram retiradas de circulação 10 armas de fogo, todas envolvidas em assaltos a pessoas ou estabelecimentos comercias. Durante as operações foram recuperados e devolvidos a seus respectivos donos diversos objetos, tais como veículos, bicicletas de competição, notebooks, smartphones, televisores, peças de veículos, entre outros.

Badesc: cidades da região são contempladas


 





 


Para dar condição aos municípios catarinenses para a realização de obras e promover o desenvolvimento econômico em todas as regiões, o governador Raimundo Colombo e o presidente da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina S.A (Badesc), Olívio Rocha, assinaram convênios do programa Badesc Cidades com prefeitos de 11 municípios. Braço do Norte e Grão-Pará foram contemplados.

Em Grão-Pará, o valor do convênio foi de R$ 700 mil e será usado para o financiamento de obras de infraestrutura. Braço do Norte, por sua vez, foi contemplada com R$ 2,4 milhões, que serão usados para pavimentação de vias públicas. O ato ocorreu ontem, em Florianópolis, e os convênios totalizam mais de R$ 11 milhões.
“Gosto e acredito muito nesse modelo de oferecer a cada município a condição para executar as obras que são prioritárias. Ganhamos em eficiência porque a prefeitura é uma estrutura que está pronta para aplicar e realizar os investimentos. A Câmara de Vereadores fiscaliza, ou seja, é um processo muito mais ágil e sem burocracia”, disse o governador.
Segundo Colombo, é uma ação estratégica que fortalece as ações de governo no enfrentamento da crise. “Com o dinheiro circulando, a economia não para e você acaba despertando na sociedade esse sentimento de otimismo que também é importante nesse momento de superação de desafios”, acrescenta.
O presidente do Badesc, Olívio Rocha, explicou que por meio do Badesc Cidades, cada município, com base no que arrecada, pode obter financiamentos com um ano de carência e três anos para amortizar. No ano, até agora, o programa já aplicou mais de R$ 200 milhões em operações. “É um apoio importante, que promove o desenvolvimento dos municípios com obras em diversos setores”, completa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário