segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Coluna: Ricardo Cardoso 17/09/2013

Cinco traficantes são presos em Jaguaruna Cinco traficantes de Criciúma foram presos em flagrante pela Polícia Civil e Militar em Jaguaruna, neste sábado pela manhã. Foram apreendidos 387 gramas de maconha em três porções, 46 pedras de crack e cerca de R$ 700,00 em espécie. Os policiais efetuaram o cumprimento de mandado de busca e apreensão em um imóvel apontado como ponto de comercialização de drogas no Balneário Torneiro e encontraram os criminosos. O trabalho de investigação foi executado por policiais civis da Delegacia de Jaguaruna (SIC), sob a coordenação da delegada Jucinês D. Ferreira de Matos, que também foi responsável pela autuação em flagrante do grupo. Os trabalhos cartorários ficaram a cargo do agente de polícia Alex Etevaldo de Souza. Pecuaristas de Pescaria Brava reúnem-se Para apresentar novas técnicas de manejo, nutrição, bem-estar animal, índices zootécnicos, melhoramento de pastagens e genética do rebanho, a prefeitura de Pescaria Brava, junto com a secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Turismo e a Epagri, realizaram uma reunião sexta-feira com os pecuaristas do município. Na oportunidade, foi possível divulgar trabalhos já realizados pela secretaria de Agricultura, apresentar os Programas de Incentivo ao Aumento da Produção do governo do Estado (kits pastagens e cotas de calcário). O evento serviu para ouvir opiniões e destacar quais as principais necessidades do homem do campo. “Queremos alavancar a pecuária e a agricultura em Pescaria Brava. Nossa próxima ação será levar esses produtores para visitar propriedades que já implantaram projetos relacionados à bovinocultura de corte e melhoramento das pastagens. Assim, promoveremos uma troca de experiência entre os homens do campo, mostrando que realmente vale a pena investir em tecnologia”, explicou o secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Turismo, Frederico Durante Honorato. Operação prende quatro pessoas No total, quatro pessoas foram presas pela Polícia Militar no último sábado, por volta das 16h50, no bairro Fábio Silva, em Tubarão. Os policiais apreenderam 10 pedras de crack e mais de R$ 1 mil. Informações do serviço de inteligência da Polícia Militar indicaram que indivíduos estavam traficando na região. Guarnições da PM abordaram dois indivíduos, de 19 e 20 anos. Com um deles estavam 10 pedras de crack e R$ 190,00. Com o outro, R$ 847,00. Junto aos jovens estavam dois homens de 50 e 57 anos, identificados como usuários de drogas. Os quatro foram presos e encaminhados à delegacia. De acordo com a Polícia Civil, os dois traficantes foram encaminhados ao Presídio de Tubarão e os usuários liberados após assinarem um termo circunstanciado. Tenente da PM é sequestrada O sequestro de uma policial militar de Tubarão durou quase 14 horas. A tenente do 5° Batalhão foi rendida ao sair de uma academia de ginástica na noite de quinta-feira e só foi libertada na manhã de sexta-feira. Um jovem de 24 anos foi preso em flagrante. A tenente trabalhou normalmente na quinta-feira e deixou o batalhão, no bairro São João, depois das 19h. Ela seguiu para a academia, na avenida Marcolino Martins Cabral, e foi abordada após o treino, quando entrava no próprio veículo, um Citroën C3. Por volta das 3h15, ao estranhar a demora da policial para retornar para casa, familiares acionaram a PM. Os policiais iniciaram as buscas durante a madrugada e refizeram todos os trajetos possíveis. Ao amanhecer, a PM conseguiu rastrear o cartão de crédito da tenente e descobriu que estava sendo usado em um posto de combustíveis de Imbituba. Uma grande operação foi montada e o veículo da vítima foi interceptado. Um jovem de 24 anos, morador de Laguna, estava na direção do veículo. A tenente estava presa no bagageiro. O rapaz, que já tinha passagens por posse de arma e estava em liberdade provisória, foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia de Imbituba, onde prestou depoimento, assim como a vítima. A policial, que trabalhava em Criciúma e há aproximadamente um mês estava atuando em Tubarão, não estava ferida. Vítima foi escolhida de forma aleatória Segundo a Polícia Militar, a tenente foi escolhida de forma aleatória. “Ele rendeu a vítima com uma faca e, inicialmente, não sabia que era policial. Ao entrar no carro, soube. A farda dela estava no banco. Durante todo o tempo ele ficou circulando com a policial entre Laguna e Imbituba”, explica o responsável pelo comando do Batalhão de Tubarão, major Reinaldo Pires. Durante a abordagem, o acusado teria afirmado que seria de uma quadrilha de São Paulo e que outra mulher também estava em poder de outros sequestradores. “As investigações agora ficam a cargo da Polícia Civil. Seguimos as informações do acusado e não encontramos nada. Essas informações não seriam verdadeiras”, afirma o major Pires. Possíveis vítimas de sequestros devem seguir o exemplo da tenente e não reagir. As chances de ser encontrada vida são maiores. Além disso, antes de sair de qualquer estabelecimento, principalmente à noite, é preciso observar se há alguma movimentação estranha. Em casos de dúvidas, o ideal é ligar para o 190.

Nenhum comentário:

Postar um comentário