terça-feira, 17 de julho de 2012

A modelo gauchinha Fani Martins, começando a semana a toda velocidade... (Foto by Geremia)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
De mim para mim mesmo


O Governo do Estado prestou contas para... o Governo do Estado. Isso mesmo, fizeram uma prestação de contas para eles mesmos. Foi no último sábado, quando ocorreu a 2ª Prestação de Contas do Governo de Santa Catarina. Pelo que entendemos, seria uma sequência daquelas propostas para “economizar” apresentadas pelo titular da Casa Civil, Derly Anunciação. Os gestores mostraram para os próprios gestores que ocorreu uma redução no valor dos contratos do Governo do Estado. Também apresentaram uma nova plataforma, sobre a qual falaram maravilhas, para acompanhar os valores pagos. O governador disse que será para passar a pagar “um preço justo pelo produto”. Por que, estariam pagando a mais? (Foto - Neiva Daltrozzo)

Do frio distante

É difícil entender a lógica dos governantes pós-descentralizados. Pregam a descentralização e praticam a centralização. Pior ainda, a centralização fora da própria sede de governo. O encontro de sábado foi em Lages, com a presença de “78 gestores”. Então, como vamos explicar para uma criança que para economizar o Titio Raimundo reuniu os amiguinhos em Lages? A criança irá perguntar quanto gastaram em hotéis, refeições e gasolina. Foram 78 gestores, assessores, motoristas etc. Por mais aconchegante que seja o Planalto Serrano, a data não era das mais propícias para subir a serra. Mesmo assim a turma foi economizar onde os termômetros estavam próximos de zero. Se não baixam os gastos, pelo menos diminuíram a temperatura. (Foto - Neiva Daltrozzo)

Em uma certa ilha do sul do Brasil...(Eleições 2012)


Candidatos com nomes exóticos

Se a Seleção Brasileira, que vai tentar o primeiro título Olímpico, conta com Pato e Ganso. A lista de selecionáveis as 293 Câmaras de Vereadores catarinenses tem representantes da Fauna e Flora: Jacaré, Bambu, Camarão, João do Burro, Galo da Barra, Nega Cutia, Lambari, Gato Preto, Zé Gado, Nerci Picão e Xaxim. Esses são apenas alguns dos nomes exóticos nas urnas das eleições municipais deste ano. A lista ainda pode aumentar, pois o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ainda não atualizou todos os pedidos de registros no Estado. Para chamar a atenção dos eleitores, muitos candidatos utilizam a criatividade na hora de fazer o registro. Em Palhoça, por exemplo, o PP entrou em campo com Polenta, Jacaré, Bambu e Camarão.

Desenvolvimento ou envolvimento?

Mais difícil do que entender a descentralização, é compreender o significado das Secretarias de Desenvolvimento Regional. O “desenvolvimento” parece fora de sentido pois não combina com os cabideiros. Mais adequado de nominassem os locais como SERs - Secretarias de Envolvimento Regional. Já que o desenvolvimento é ínfimo, vale mesmo o envolvimento que é amplo. Pois, indiscutivelmente, nas regionais o que não falat é envolvimento. Político, é claro.

Santinhos
Em breve devem começar a circular os famosos santinhos com a foto dos candidatos a prefeito, vice e vereadores. É o momento das empresas gráficas aumentarem seu faturamento neste período eleitoral. Aliás, a parte de gráfica e TV é o que mais custa para as coligações.

Ex é ex...

Não tem jeito, pode levar anos. Mas todos os ex se tornam perigosos. Senão vejamos: ex-mulher, ex-advogado, ex-contador, ex-namorada, ex-amigo...etc!!!
Remédios falsos

Calcula-se que 30% dos remédios vendidos no Brasil para disfunção erétil (nome técnico-ciéntifico de broxa) é falsificado. Eu acho que é bem mais... Como diria meu amigo Gugo, o Fofinho, tem gente comendo gato por lebre e depois não come nada. Como pode alguém ter coragem de comprar remédio, sejam lá para o que for, do Paraguai? Lá, até o atual presidente é falso. Tiraram o original e colocaram um falsificado no lugar.

Cheques sem fundos

O número de cheques devolvidos por falta de fundos bate recorde. Leia
E os bancos continuam liberando talões de cheques adoiados.

Podres poderes...

Vinte anos depois do impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Melo, a ex-mulher dele decide abrir o jogo sobre esse período conturbado da história do Brasil. Rosane Collor diz que o ex-marido mentiu sobre as relações dele com Paulo Cesar Farias, o PC Farias, figura que comandava um esquema de corrupção dentro do governo. Rosane conta mais: confirma que para se defender de inimigos políticos, o então presidente Collor participava de sessões de magia negra nos porões da Casa da Dinda, a residência oficial do casal em Brasília. A reportagem é de Renata Ceribelli.

Fé na rede

Acaba de surgir na internet a rede social evangélica Cristaobook.com, que vai na cola do Facebook – e até mesmo no logotipo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário